quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Curiosidades do Big Brother ao redor do mundo

Crédito de Imagem: 3dstreaming.it


O Big Brother Brasil já está na sua 12ª edição, é um programa que alguns amam odiar e outros nem podem ouvir falar. Mesmo que você ache o programa de baixo nível, você também pode dar uma “espiadinha” nesta matéria, pois aqui vamos retratar apenas algumas curiosidades sobre as edições do programa mundo a fora.

O primeiro Big Brother foi em 1999, a ideia foi fruto da mente brilhante do executivo holandês John de Mol. A fórmula todo mundo conhece: pessoas comuns que não se conhecem (diz a lenda) são obrigadas a viver juntas, sob os olhares atentos do país inteiro. A ideia emplacou e, 6 anos depois, John de Mol já estava bilionário e figurava na lista da Forbes das 500 pessoas mais ricas do mundo.

No 2º Big Brother americano uma ameaça de morte desclassificou um participante. Um brother pegou uma faca, encostou no pescoço de uma colega e perguntou: “você ficaria brava se eu te matasse agora?”. O cara foi tirado da casa na mesma hora.

Não é só no Brasil que rola sexo embaixo do edredom. Nos Estados Unidos, por exemplo, vários casais não tiveram pudores 9ª edição, um casal fez sexo já na primeira semana e depois repetiram as cenas por várias vezes.

Na Dinamarca a coisa foi além, em 2003, a confinada Sissel engravidou de Robert ainda na casa.

Na Europa tudo é mais liberal, topless, por exemplo, é normal. Para se ter uma ideia, na versão britânica, um participante do sexo masculino ensaboou uma garota sem sutiã e com a calcinha abaixada.

Mas foi no Big Brother Austrália que em 2006 rolou um escândalo. No meio da noite, um dos confinados segurou uma colega, enquanto o outro bateu no rosto da garota com o pênis, no dia seguinte foram expulsos do programa.

A 2ª edição do Big Brother África teve um escândalo sexual ainda pior. Depois de muita bebida, duas sisters passaram tão mal que tiveram de ser carregadas para o quarto. Também bêbado, um confinado deitou no meio das duas, tirou a roupa delas, começou a acariciá-las nas partes baixas. A transmissão ao vivo foi cortada e médicos foram enviados para cuidar das confinadas. Mesmo assim, o brother não foi expulso e ainda venceu o programa. Grupos de direitos das mulheres protestaram e até tentaram cancelar o BBA, sem sucesso.

O Big Brother Arábia causou muita polêmica. Exibido em países muçulmanos, a casa era divida: haviam quartos, banheiro e salas de oração separados para homens e mulheres, e só podiam encontrar-se no jardim e na cozinha. Cinco vezes por dia o alarme soava para que os confinados fizessem suas orações. Mesmo assim, houve muitos protestos quando um dos homens conseguiu se infiltrar no lado feminino e o programa foi cancelado depois de 11 dias no ar.

No BB Rússia e Bulgária, um voto mal justificado, por exemplo, pode virar porrada, nestes países a porrada “come solta”.

E eu que achava que brasileiro que era “barraqueiro” (risos).

Até a próxima curiosidade!

Alessandra

Fonte de pesquisa: http://www.abril.com.br/

3 comentários:

  1. Meu Deus, estou besta com tudo isso ! E eu pensando que no brasil que tava a baderna !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carolina!
      Você não viu nada, tem coisas piores ... rsrs
      Obrigada pelo comentário e verifique seu e-mail, te encaminhei as informações sobre o sorteio.
      Beijinhos,
      Leleka

      Excluir
    2. Adoro essas curiosidades sobre o Big brother no mundo, acompanho pelo site oficial a versão americana, a única a não ter o julgamento popular (eliminação por voto do público), e gostaria de saber algum site que acompanha as versões mundiais legendada em português.

      Excluir

Deixe um comentário, uma sugestão ou crítica.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...