domingo, 4 de março de 2012

O que é o transtorno bipolar?


Vou apenas dar uma pincelada neste assunto, pois ele é muito complexo e ainda está em estudo, por isto tudo que se afirmar hoje pode amanhã ser modificado.

Bipolaridade não é considerada loucura, mesmo sendo denominado até bem pouco tempo de psicose maníaco-depressiva. É caracterizada por oscilações ou mudanças cíclicas de humor, estas mudanças vão desde oscilações normais, como nos estados de alegria e tristeza, até mudanças patológicas acentuadas e diferentes do normal.

O nome psicose maníaco-depressiva foi abandonado principalmente porque este transtorno não apresenta necessariamente sintomas psicóticos, na verdade, na maioria das vezes esses sintomas não aparecem, portanto parou de ser considerada uma perturbação psicótica para ser considerada uma perturbação afetiva.

É uma doença de grande impacto na vida do paciente, de sua família e sociedade, causando prejuízos frequentemente irreparáveis em vários setores da vida do indivíduo, como nas finanças, saúde, reputação, além do sofrimento psicológico. É relativamente comum, acometendo aproximadamente 8 a cada 100 indivíduos, manifestando-se igualmente em mulheres e homens

Infelizmente o transtorno bipolar ainda não está com sua classificação terminada, provavelmente nos próximos anos surgirão novos subtipos de transtornos afetivos, melhorando a precisão dos diagnósticos.

Características

O início desse transtorno geralmente se dá em torno dos 20 a 30 anos de idade, mas pode começar após os 70 anos. O início pode ser tanto pela fase depressiva como pela fase maníaca, iniciando gradualmente ao longo de semanas, meses ou abruptamente em poucos dias. Além dos quadros depressivos e maníacos, há também os quadros mistos (sintomas depressivos simultâneos aos maníacos) o que muitas vezes confunde os médicos retardando o diagnóstico da fase em atividade.

Tipos

Tipo I: é a forma clássica em que o paciente apresenta os episódios alternados. As fases maníacas não precisam necessariamente ser seguidas por fases depressivas, nem as depressivas por maníacas. Na prática observa-se muito mais uma tendência dos pacientes a terem várias crises de um tipo e poucas do outro, há pacientes bipolares que nunca tiveram fases depressivas e há deprimidos que só tiveram uma fase maníaca enquanto as depressivas foram numerosas.
Tipo II: caracteriza-se por não apresentar episódios de mania, mas de hipomania com depressão.
Generalidades

Entre uma fase e outra a pessoa pode ser normal, tendo uma vida como outra pessoa qualquer; outras pessoas podem apresentar leves sintomas entre as fases, não alcançando uma recuperação plena. Há também os pacientes, uma minoria, que não se recuperam, tornando-se incapazes de levar uma vida normal e independente.
Qual a causa da doença?

A causa propriamente dita é desconhecida, mas há fatores que influenciam ou que precipitem seu surgimento como parentes que apresentem esse problema, traumas, incidentes ou acontecimentos fortes como mudanças, troca de emprego, fim de casamento, morte de pessoa querida.

Em aproximadamente 80 a 90% dos casos os pacientes apresentam algum parente na família com transtorno bipolar. 

Crédito de Imagem: vilamulher.terra.com.br

Pessoas

Abaixo estão relacionadas algumas pessoas que tinham ou têm transtorno bipolar, e que se destacam em várias áreas do conhecimento humano:

·         Literatura
Agatha Christie, Virginia Woolf, Ernest Hemingway, Edgar Allan Poe, Graham Greene, Hans Christian Andersen, Dorothy Parker, Sylvia Plath, Fernando Pessoa, T. S. Eliot, Walt Whitman, Art Buchwald, William Blake, Tadeusz Borowski, John Clare, Patrícia Cornwell, Emily Dickinson, Herman Melville, Robert Frost, F.Scotch fitzgerald, Larry Flynt, Victor Hugo, Jack London, Robert Lowell, Hermann Hesse, Phil Graham, Mary Shelley, Sidney Sheldon, Charles Dickens, Walt Whitman, Leon Tolstoi.

·         Música
Cazuza, Axl Rose (vocalista do Guns n' Roses), Kurt Cobain, Elvis Presley, Janis Joplin, Jimmy Hendrix, Thelonius Monk, Ray Davies, Connie Francis, Kristin Hersh, Piotr Ilitch Tchaikovsky, Wolfgang Amadeus Mozart, Maria Callas,Peter Steele.

·         Cinema/TV/Teatro
Robin Williams, Jim Carrey, Marilyn Monroe, Elizabeth Taylor, Tim Burton, Dick Cavett, Cary Grant, Francis Ford Coppola,Eugene O´Neil, Robert Evans, Carrie Fisher, Linda Hamilton, Rod Steiger, Maximo Gorki, Jean-Claude Van Damme, Margot Kidder, Nicolai Gogol.

·         Arte
Salvador Dali, Paul Gauguin, Vincent van Gogh.

·         Ciência
Santos Dumont, Platão e Isaac Newton.

·         Política
Winston Churchill, Abraham Lincoln, Ulysses Guimarães, Napoleão Bonaparte, Abbie Hoffman.

Astronauta
Buzz Aldrin

Assim como na Síndrome do Pânico, a presença dos amigos e familiares num momento de crise é fundamental.

Até a próxima matéria!

Alessandra

Fontes de Pesquisa:

12 comentários:

  1. Há muito mais gente com transtorno bipolar do que se imagina. Infelizmente há mtas pessoas que têm preconceito com a doença. Pura ignorância! Ótimo texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom Dia Sérgio,
      Concordo com você, por isto minha preocupação em colocar pessoas famosas que apresentam e/ou apresentaram este diagnóstico.
      Obrigada!
      Leleka

      Excluir
  2. Sou estudante de psicologia, e acho extremamente interessante e necessário esse tipo de matéria. Esclarecedora e livre de preconceitos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raíssa,
      Participamos da mesma opinião, preconceito é uma coisa que tem que ser banida, antes de falarmos qualquer coisa 1º vamos pesquisar sobre o assunto.
      Obrigada pelo comentário e por participar do nosso sorteio.
      Sua inscrição foi aceita, verifique seu e-mail e boa sorte!
      Beijinhos,
      Leleka

      Excluir
  3. GOSTEI DESSA MATÉRIA PORQUE , FICAVA PRECUPADA , POR UM MOMENTO EU ME SINTO TÃO BEM , JÁ EM OUTRO FICO COM RAIVA OU TROSTE , CHEGUEI A ACHAR QUE TINHA ESSE PROBLEMA , MAS AGORA ACHO QUE É NORMAL!...OU NÃO ?...OLHA O BIPOLAR AÍ! RS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mariane,
      Antes de falarmos qualquer coisa 1º vamos pesquisar sobre o assunto rsrsrs
      Obrigada pelo comentário e por participar do nosso sorteio.
      Sua inscrição foi aceita, verifique seu e-mail e boa sorte!
      Beijinhos,
      Leleka

      Excluir
  4. Adorei a matéria, boa sorte com o blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tamires!
      Obrigada pelo comentário, sua inscrição foi aceita, verifique seu e-mail e boa sorte!
      Beijinhos,
      Leleka

      Excluir
  5. “Gostei mais desta matéria, por que tenho uma pessoa na famíla com este problema e gosto de ler a respeito!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Tarde Lu,
      Só quem tem uma pessoa com este problema por perto que sabe o quanto é difícil, para ambos.
      Beijinhos e volte sempre,
      Leleka

      Excluir
  6. tema bem polemico.Bem explorado.parabens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lili!
      É verdade, não só polêmico como gera um certo preconceito por quem nunca leu sobre o assunto.
      Obrigada pelo elogio!
      Sua inscrição foi aceita, verifique seu e-mail e boa sorte.
      Beijinhos,
      Leleka

      Excluir

Deixe um comentário, uma sugestão ou crítica.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...