segunda-feira, 18 de junho de 2012

Produtos para os olhos e as alergias


São vários os produtos usados para realçar a beleza dos olhos: delineador, lápis para os olhos, rímel, sombra… e certamente você conhece alguma pessoa que tenha alergia a algum destes produtos e, independentemente da causa, essa reação comum nada mais é do que uma hipersensibilidade, uma resposta exagerada, do organismo a substâncias consideradas estranhas por ele. O que boa parte da população desconhece é a existência de um médico especializado na descoberta e tratamento desses quadros alérgicos: o alergologista.

“Os problemas mais comuns são olhos secos, alergia e irritações. E nesses casos o tratamento deve ser feito rapidamente, pois podem evoluir até para uma irritação crônica”, afirma o oftalmologista André Rangel, membro da Academia Americana de Oftalmologia (AAO).

Vários são os fatores causadores dessas alergias, mas os que mais se destacam são:

1.) Produto vencido: A maquiagem velha se torna um ambiente propício para a proliferação de fungos, por isso, qualquer alteração no cheiro, cor ou consistência é sinal que algo está errado. A maquiagem dentro do prazo de validade assegura menor risco de toxicidade, alergia ocular e contaminação.

2.) Compartilhar maquiagem: Compartilhar maquiagem com outras pessoas pode trazer riscos, já que fungos, bactérias e alergias podem ser transmitidos, causando contaminação ocular. Maquiagem não é algo que possa ser emprestado.

3.) Produtos à prova d’água: Eles costumam conter nylon e fibras de rayon que podem entrar nos olhos. Além disso, para retirar o rímel à prova d’água é necessário usar um demaquilante bifásico (água e óleo) para ser removido, o que pode resultar em um acúmulo de oleosidade nas bordas das pálpebras.

4.) Dormir com a maquiagem: A velha dica de limpar a pele antes de dormir também vale para os olhos. A maquiagem deve ser adequadamente removida, pois a sua não remoção favorece inflamações oculares. A maquiagem deve ser retirada sempre para diminuir o risco de toxicidade e desenvolvimento de alergias. A melhor e mais segura maneira de limpar a maquiagem é com água e xampu neutro. O uso de demaquilantes deve ser feito com cuidado para que não entre em contato direto com os olhos, o que pode causar lesões de conjuntiva e córnea em pacientes com predisposição.

E, no caso de alguma irritação, lave exaustivamente a região com soro fisiológico, água fervida ou filtrada, irrigue os olhos com soro fisiológico ou lágrima artificial, faça compressas geladas e suspenda imediatamente o uso da maquiagem. Caso a irritação persista, não se medique. A indicação é procurar um oftalmologista e/ou alergologista para fazer o tratamento correto.

POR QUE CUIDAR?


Há quem subestime as alergias, mas elas podem provocar sintomas muito perigosos e até matar. A anafilaxia é uma reação grave a alérgenos que, de tão exagerada, compromete todo o organismo, dificultando a respiração e causando perda de consciência. A forma mais grave desse quadro - o choque anafilático - geralmente acaba em morte caso não haja atendimento urgente. As crises de asma, que causam chiado no peito, falta de ar e muita tosse, se não tratadas, prejudicam os pulmões e podem provocar a morte. Outra doença conhecida, a rinite alérgica, desencadeada por poeira ou mofo, provoca a obstrução das vias nasais, além de coceira nos olhos, na garganta, no ouvido e no céu da boca.


Compre sempre produtos de boa procedência, verifique se é hipoalergênico e se foi testado oftalmo e dermatologicamente.

Espero que as dicas ajudem!

Alessandra

Fontes de Pesquisa

segunda-feira, 11 de junho de 2012

O que fazer para que os efeitos da escova sejam retardados?


Ao sairmos do salão de beleza, principalmente depois de uma escova, ficamos com aquele cabelo liso, leve e solto mas, bastam alguns dias, ou até horas, para que o cabelo apresente as temidas ondulações ou os arrepiados, a pergunta que não quer calar é: O que fazer para que estes efeitos sejam retardados?

Charbel Chelala, hair stylist proprietário do salão que leva seu nome, conta os segredos de uma boa escova:

A preparação dos fios é fundamental para garantir leveza e durabilidade, ou seja, é preciso usar um shampoo adequado para a textura ou necessidade do cabelo e nunca abrir mão do condicionador. O shampoo geralmente deixa os fios com pH negativo ou maior acidez e o condicionador neutraliza esse efeito. Esta combinação é fundamental para evitar que o cabelo fique com eletricidade estática, que provoca aqueles famosos fios arrepiados.

Tipos de secador e escova

A escolha do tipo da escova também é importante. Hoje em dia, o mercado oferece uma série de tamanhos, tipos de cerdas e materiais tecnológicos.

Escova com cerdas de turmalina, por exemplo, neutralizam a eletricidade estática dos fios deixando-os mais brilhantes e sedosos.

Charbel gosta da escova de turmalina e diz que ela tem a capacidade de fornecer íons para os fios, deixando-os mais brilhantes.

Antes de iniciar a escova, Charbel aplica um protetor térmico com ação antifrizz, que ajuda a não absorver excesso de umidade, mas atenção: A textura do produto é fundamental, uma vez que ele deve proteger e não deixar as madeixas pesadas.

O tipo do secador também influencia no resultado final. O profissional afirma que, ao contrário do que muita gente pensa, o secador não precisa ser muito quente, pois a alta temperatura do jato pode danificar demasiadamente os fios. O segredo de uma boa escova, na hora da secagem, está na tração, ou seja, puxar os fios várias vezes, principalmente na raiz. O secador que emite íons também ajuda a selar a cutícula do cabelo e deixa os fios mais brilhantes.

Para quem optou por uma escova com cachos nas pontas, o jato frio é a melhor pedida. O calor costuma desfazer os cachos, já o jato frio ajuda a modelar os fios na finalização.

Cuidados em casa

Para que a escova dure por mais tempo, alguns cuidados são fundamentais:

1º O vapor do chuveiro é um grande inimigo daquelas que querem os fios lisos por mais tempo então, enrole os cabelos em coques, por exemplo, usando prendedores ou grampos, use toucas de banho para evitar respingos e NUNCA prenda os cabelos com elásticos, pois podem criar marcas no formato.

2º Prefira fronha de microfibra para evitar que os cabelos fiquem arrepiados, o tecido de algodão e os sintéticos não ajudam a conservar a escova.

3º Evite passar a mão no cabelo ou escová-los muitas vezes, pois os fios ficam oleosos mais rapidamente.

4º Invista em hidratações quinzenais para recuperar a vitalidade dos fios.

Pontas Duplas

As pontas duplas aparecem quando o fio já sofreu muitos danos como: poluição, vento, radiação solar, tratamentos químicos, má alimentação ... vários são os motivos que podem fazer com que as pontas duplas apareçam.

O fio possui três camadas a cutícula, o córtex e a medula. Quando a cutícula é danificada o córtex pode ficar exposto e se partir em dois, três, que são as famosas pontas duplas. Depois que os fios chegam nesse ponto é a famosa frase: cortas as pontas! Mas não precisa ficar triste achando que nada pode ser feito. Manter hábitos diários saudáveis e o cabelo sempre bem hidratado, ajuda a evitar as pontas duplas, abaixo vão algumas dicas.

E aí gostaram das dicas?

 

Alessandra

 

Leia também estas outras matérias: Qual shampoo e condicionador ideal para o seu cabelo?, Cabelo e as dúvidas mais frequentes - Parte I, Cabelo e as dúvidas mais frequentes – Parte II, Escova inteligente, marroquina, egipcia e chocolate e Homens x Cabelos


Fontes de Pesquisa:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...