quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Prótese de silicone pros e contras


Carnaval, sol, verão, biquíni... para muitas mulheres é quase inevitável cair na tentação de avaliar a “concorrência”. Quando vemos um desfile de carnaval dá aquela vontade de melhorar o visual. Se a ideia passou pela sua cabeça, aproveite esta matéria e tire algumas das suas dúvidas, porém nada melhor que um médico para te ajudar.

Como saber se o médico que escolheu é ou não especialista? Basta você consultar o site oficial da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (www.cirurgiaplastica.org.br). Ele oferece informações sobre os cirurgiões pertencentes à sociedade. Mas atenção: eles estão classificados em diferentes categorias — aspirantes, especialistas e titulares. Apenas os titulares passaram pelo teste de aprovação e só eles são especialistas e estão habilitados a realizar cirurgias plásticas.

Em conversa com uma amiga ela me disse que fez o implante atrás do músculo, ao contrário do que sempre tinha ouvido falar. Questionei se havia perguntado para o médico quanto ao câncer de mama, pois sabia que tinha histórico na família, assim como eu, ela disse que sim e por isto optaram por colocar a prótese atrás do músculo, pois além de dar um efeito mais natural é possível fazer a mamografia. O contra dói mais ... porém nada que um remédio, receitado pelo médico, não resolva. Vale lembrar que o pós-operatório é dolorido para ambos os casos e tende a ser mais intensa na primeira semana.

Crédito da Imagem: drsylverson.site.med.br

Um item que não deve ser esquecido é o sutiã especial usado no pós-operatório. Essa peça garante maior sustentação, conforto e proteção das mamas nos dias seguintes à cirurgia, além de auxiliar na acomodação adequada dos implantes. Segundo os médicos, ele deve ser usado por, no mínimo, 15 dias.

O endurecimento da prótese ou, como chamam os médicos, contratura capsular tornou-se uma ocorrência rara graças ao avanço na fabricação das próteses — antigamente tinham uma superfície lisa, e hoje podem ser texturizada ou de poliuretano, mais bem aceitas pelo organismo. Se ocorrer a contratura, dependendo do grau e do desconforto da paciente, a cápsula que se formou ao redor da prótese pode ser retirada total ou parcialmente e a prótese trocada ou recolocada em outra posição peitoral.

Agora se o seu peito é grande, mas flácido, primeiramente é preciso retirar o excesso de tecido, mas tudo depende do grau de flacidez e do tamanho de prótese que você deseja.

Caso você não goste do resultado pode tirar a prótese, porém há inconvenientes. Caso a pele já tenha se expandido para acomodar a prótese, com a retirada haverá sobra de tecido e isso terá de ser corrigido com outra cirurgia. Por isso a cirurgia deve ser muito bem planejada para que se tenha o máximo de informações sobre seus prós e contras.

Atenção: Não é qualquer mulher que coloca silicone que fica com seios deslumbrantes. O resultado depende do tamanho original, do desenho e da elasticidade da pele das mamas de cada mulher. Além disso, o cirurgião avalia o efeito do implante no conjunto do corpo, considerando as novas proporções e a simetria. Outra coisa muito importante, embora os cirurgiões plásticos digam que não, algumas operadas reclamam de perda parcial da sensibilidade. Especialmente quando as cicatrizes se localizam em torno das aréolas.

Quanto ao tamanho e o tipo ideal o melhor caminho é conversar com o cirurgião. Só ele é capaz de avaliar se o tamanho que você quer combina com seu tipo de corpo e de mama.

 Crédito da Imagem: linkatual.com

De acordo com os médicos, a prótese não impede a amamentação porque ela é sempre colocada embaixo do tecido mamário e não interfere na produção de leite, mas eu tenho minhas dúvidas.

Mesmo tendo seios pequenos e de não gostar ainda não estou preparada para encarar uma mesa de cirurgia pois ainda acho que os implantes não são seguros, caso contrário não precisariam ser substituídos a cada dez anos.

Vide abaixo o ponto de vista médico: 

"O ponto-chave é que os implantes mamários não são para a vida toda", disse Jeff Shuren, diretor do Centro para Dispositivos e Saúde Radiológica do FDA. "Quanto mais tempo você tiver o implante, maior a probabilidade de ter complicações", acrescentou.

O que me chamou a atenção neste ano foi a Globeleza, os seis dela são pequenos e estive observando também algumas mulheres que irão desfilar no carnaval que têm o mesmo perfil, será uma nova moda ?

Espero que sim ... até a próxima !

Alessandra

Fonte de Pesquisa: http://boaforma.abril.com.br/

6 comentários:

  1. oi menina...adoro te ver sempre no blogueiras solidaarias. ado rei a materia..bejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jany, fico feliz que tenha gostado da matéria !
      Volte Sempre ...
      Beijinhos
      Leleka

      Excluir
  2. Flor, vi vc no Liga e vim conhecer seu cantinho... adorei... seguindo...

    te espero no Blush tbm...

    bjosss

    Lu

    http://www.blush-lu.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá !
      Obrigada pela visita e volte sempre !
      Vou retribuir sua visita com certeza.
      Beijinhos,
      Leleka

      Excluir
  3. Sou a favor da colocação de próteses de silicone somente em caso de doenças, ou seja, a mulher tirou um seio por motivo de câncer ou qualquer doença similar e para que possa continuar a ter sua auto estima preservada, mas por estética jamais faria um implante de prótese. Há tantas formas de se valorizar nossa beleza e não colocar algo que na minha opinião não passa de um corpo estranho e portanto pode haver sérios casos de rejeição.
    Um abraço.
    Matéria de muita importância.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Malu,
      Você está certa, eu tenho muito medo de como as mulheres estão encarando as plásticas estéticas ... colocam silicone até no bumbum, é bem complicado isto. Eu gostaria de ter seios maiores, mas acho vou morrer assim mesmo, afinal milagre para este caso, não existe rsrs
      Beijinhos e boa semana!
      Leleka

      Excluir

Deixe um comentário, uma sugestão ou crítica.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...